terça-feira, novembro 25, 2014


Instituto Brasil Leitor | O livro é...

1


Um livro pode representar muita coisa [entre distração, cultura, aprendizado e refúgio...]. Dentre as diversas possibilidades de registrar esse sentimento pela leitura estão as frases de efeito, os depoimentos e as paixões por títulos, séries e autores. 
O Instituto Brasil Leitor (IBL), que destina seus esforços a projetos de educação e incentivo à leitura, iniciou uma campanha que reúne o significado do livro para autores, jornalistas e cantores (...), com o objetivo de estimular o interesse pela leitura e compartilhar o bom hábito. Convidada pelo Instituto, trouxe o meu significado [de livro] para vocês, ao lado de participações importantíssimas e nomes como Mario Prata e Thalita Rebouças. Todas as postagens podem ser conferidas na FanPage do IBL.

E para você... O que o livro representa?

O livro é aconchego seguro; Um ninho confortável onde os leitores - passarinhos - repousam em palavras e voam livremente por aventuras, dramas, romances, distopias e descobertas. Livros são asas e liberdades, uma maneira sensível e interessantíssima de viajar. (Carol Barboza)

segunda-feira, novembro 24, 2014


Viagem à Brotas | O que fazer?

1

Verde por todos os lados, riquezas e paisagens naturais fazem de Brotas, cidade do interior de São Paulo, uma referência não só na prática de esportes de aventura, como também na preservação e beleza ecológica, com zelo da fauna e flora local. Eu viajei à Brotas na última quinta-feira (20) e vou mostrar um pouco do que vi em uma série de postagens ‘Viagem à Brotas’.

Aventura, natureza e relaxamento
Com atividades ‘democráticas’, há opções de aventura e relaxamento em Brotas. No primeiro caso, há agências especializadas no centro da cidade, com opções variadas de esportes (Rafting é o mais tradicional) e passeios (como o Aventurah! Ecoparque); No caso do turismo mais ‘light’ e tranquilo, há a opção de bistrô, restaurantes, pousadas aconchegantes e fazendas (como a Areia que canta).

• Aventurah! Ecoparque
Parque com mais de 20 atividades ao ar livre incluindo piscina, lagos para pesca, cachoeira, vestiários e lanchonete. A entrada (por pessoa) é R$ 18 e as atividades (rafting, arvorismo, tirolesa, quadriciclo...) variam entre R$ 12 - 220. Opinião pessoal: compensa escolher algumas atividades individuais e passar meio período no parque. Apesar da lanchonete e restaurante do ‘Aventurah!’, o centro de Brotas oferece opções gastronômicas mais interessantes!

• Areia que canta
Hotel fazenda (aberto também ao público, para visitação) com equipamentos de lazer espalhados por toda a fazenda. As atividades estimulam o descanso, a interação com a natureza e o resgate das tradições culturais da fazenda e do interior. Estão incluídas atividades contemplativas e de integração com a natureza, no campo, atividades culturais, no lago, de descanso e relaxamento (com redário, pomar, pesca esportiva, massagem das águas, cavalgada...), além de um restaurante com receitas tradicionais do interior paulista. As taxas variam conforme a atividade desejada (geralmente, R$ 40 por atividade ou restaurante). 
Massagem dos pés no caminho dos seixos

No Circuito das Águas, um dos passeios da fazenda, está a ‘Areia que Canta’, nascente gigante que deu nome ao hotel e brota em meio a uma areia muito branca, feita de finíssimos grãos de quartzo, que produzem som de cuíca quando friccionados.

Artesanato & cultura
A cultura popular da cidade está contida na típica rotina interiorana. A gastronomia tem como destaque a culinária caipira, cujo principal atrativo é o fogão à lenha utilizado até hoje por grande parte da população rural. O artesanato conta com produtos como bordados e doces caseiros, licores, queijos, mel e geleias. (via

Dica: Xique-Xique Ateliê. Localizado no centro de Brotas, o Xique-Xique traz uma série de trabalhos manuais originais, exclusivos e criativos para presentear e decorar. São vários ambientes coloridos e delicados cheio de inspiração! Vale a visita.

Dicas! Dicas! Dicas! 
• Não se esqueça de levar repelente, tênis e muitas roupas confortáveis (que possam molhar!).
• Se optar por fazer muitos esportes de aventura, procure hoteis e pousadas mais econômicas. 
• Preço médio das atividades (por pessoa): Rafting R$ 100, Tirolesas R$ 80, Trilhas R$ 40, Arvorismo R$ 40 (e outras atividades sob consulta).
• Dicas de pousadas confortáveis e com bom custo benefício: Hotel Pousada Natural e Hotel Pousada do Lago // Fotografia: Carol Barboza

Vocês já foram à Brotas? Prefeririam relaxar ou se aventurar?

O sol brilhava lá fora no jardim, evocando todos os tons de verde e de azul e de vermelho. Jasmins do céu e rosas e as flores na laranjeira, tudo estava vivo e parecia luzir. (Leticia Wierzchowski, trecho do livro ‘Sal’, página 12)

segunda-feira, novembro 17, 2014


Festival de Food Trucks chega a Campinas

5

Longe dos Estados Unidos ou tampouco na Europa, os food trucks — caminhões e espaços móveis que vendem e transportam comida — invadiram as ruas e avenidas brasileiras, adaptando-se ao espaço urbano tropical. Agora, mais afastados da capital, os trucks chegam ao interior de São Paulo.
O primeiro festival de food truck de Campinas aconteceu na última semana (dias 13 e 14 de novembro) no estacionamento do Shopping Parque D. Pedro, onde luzes, caixotes e decoração criaram ambiente country e descontraído. Foram sanduíches, saladas, coxinhas, hamburgueres, risotos, pizzas, brownies, churros, brigadeiros, macarrons, vinhos, cervejas artesanais e especialidades da culinária de outras nacionalidades em mais de trinta opções gastronômicas. Os restaurantes sobre rodas mostraram uma linha de comidas personalizadas gourmet em valores relativamente mais acessíveis (R$ 15-30). Acompanhem! ♥



Fotografia e vídeo: Carolina Barboza

Vocês já tiveram alguma experiência gastronômica com um food truck? Curtem a novidade?

O mundo existe por meio dos nossos sentidos, antes de existir de maneira ordenada no nosso pensamento, e temos de fazer de tudo para conservar, ao longo da vida, essa faculdade criadora dos sentidos: ver, ouvir, observar, entender, tocar, admirar, acariciar, sentir, cheirar, saborear, ter ‘gosto’ por tudo, por todos, pelo próximo, enfim, pela VIDA. (Françoise Héritier, trecho do livro ‘O Sal da Vida’, página 96)

domingo, novembro 16, 2014


Resumo + Instagram da Semana

0

Fazer algumas coisas dá trabalho. Fazer um bolo, uma prova, uma trilha, uma escultura. A gente conta com algumas ajudinhas - habilidades, vocações, contatos, manuais, receitas - mas, no geral, fazer uma coisa bem feita dá muito trabalho. E as pessoas, às vezes sem saber, perdem tanta oportunidade [boa] quando deixam de fazer algo bem feito por pura preguiça! Ah, se soubessem. Que não me falte trabalho de provar que aquilo que me cabe fazer, vai sair da minha melhor maneira, dentro das minhas limitações. Vamos recapitular o que aconteceu por aqui nos últimos dias?


Quinta-feira: Resenha: Nada 
Sexta-feira: -


Instagram da Semana @blogjustcarol
Ser luz e manter a luz * Decor com animais * Sorvete e Disney♥

Festival de Food Trucks em Campinas! * Resenha literária da semana * Prima-parceira-irmã

Entrevista Gastronômica no Chica Paletera * Laurinha♥ * Céu azul que nem macaron!


Música da semana


sábado, novembro 15, 2014


Pensamento do Dia | Feliz sozinho

1


Imagem: Andy Sabis 

É como se você jogasse a sua felicidade no colo do outro e dissesse: ‘Toma, agora você é o responsável por ela. Me faça feliz’. E é aí que está todo o problema. Você deve primeiro aprender a ter êxito satisfazendo as suas necessidades para depois se relacionar com alguém. Só é feliz a dois quem já é feliz sozinho. (Isabela Freitas, trecho do livro ‘Não se apega, não’, páginas 38-39)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...